Publicado em Música

Pessoa e Sobral… que os homens também sentem.

Presságio

O AMOR, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p’ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente…
Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
P’ra saber que a estão a amar!

 Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…

  • Diz a rede que é de 1928, de Fernando Pessoa…

 

 

Anúncios
Publicado em As Causas, Música, OUTROS

O SOBRALINHO GANHOU!?

“Somaram os pontos de todas as edições anteriores?” – Questiona Ricardo Carvalho…

Eu acho que é a primeira vez que sigo uma final da eurovisão… não sei se ei-de rir ou chorar mas passei a semanas a ouvir isto ainda antes de saber que ia à eurovisão.

Como é possível! GANHAMOS A EUROVISÃO, a seguir a ter ganho o europeu!

MANOS SOBRAL! OBRIGADA!!!