Dar

Dar Todos os dias damos algo. Bom, não tão bom, mas damos. Ela entrou na tua vida e optou por dar-te algo. Um sorriso. Amizade. Atenção. Qualquer coisa que implica partilhar o seu tempo. Ele entrou na tua vida e sem perceber foi-te cativando. Um sorriso. Um gesto. Amizade.  Qualquer coisa que implica partilhar mais … Continuar a ler Dar

A Raposa de Peluxe

Tenho uma série de rituais para seguir o meu caminho bem disposta. Apaixono-me todos os dias. É só olhar a volta… seja como for, este tipo de pensamento faz-me percorrer 40km de carro a cantar com a música em altos berros e com um sorriso parvo. Aprendi a fazer isto. Agora sentas-se perto de mim … Continuar a ler A Raposa de Peluxe

Porquê? realidade vs ilusão

Que porcaria, os conceitos de sociologia ainda vagueiam algures por aqui. Fiquei a pensar no conceito de hiper-realidade de Baudrillard e a pensar se no final de contas não fomos educados numa ilusão (claro que isto aplica-se mais as gerações de oitenta para a frente- gerações diferentes, duvidas existenciais e realidades diferentes). Construímos sonhos e … Continuar a ler Porquê? realidade vs ilusão