Publicado em OUTROS

As quatro superstições

Something old,
something new,
something borrowed,
something blue,
and a sixpence in her shoe.

Diz o poema que ela deve levar algo antigo, para simbolizar o passado e algo novo, para o futuro. Algo emprestado, de preferência de quem tenha tido um casamento feliz e algo Azul (Uns dizem que é por ser uma cor de amor, felicidade, e pureza e outros falam em santos católicos) e a que eu não conhecia, uma moeda de prata no sapato esquerdo (sim porque andar de saltos e vestido não é suficiente… então as desgraçadas ainda devem levar uma moeda de prata no sapato).

Anúncios
Publicado em OUTROS

Na saúde e na doença

Hoje vi na RTP uma reportagem sobre um senhor que cuidava da companheira de uma vida como se de uma criança se tratasse. Ela sofre de Alzheimer. Ele recusa-se a deixar que a levem para um lar ou a deixar a casa onde foram felizes. Este homem vive para esta mulher, com a recordação de algo que neste momento é apenas a sombra do que ela foi. Não sei se pense que seja loucura, dedicação, amor… mas nunca vi a frase “amar, respeitar, na saúde e na doença” a ser aplicada de modo tão perfeito (e perfeito nem é a palavra).

É comovente. Afinal algumas pessoas ainda amam até que a morte os separe.