X, Y, Z – Quem são estas pessoas?

Apesar de ter estudado comunicação, deparo-me com uma necessidade quase constante de perceber na perspectiva da psicologia a barreira comunicativa entre os baby boomers, a geração X (com a qual tenho um contacto familiar limitado e laboral ainda mais restrito), Y (da qual faço parte) e Z, onde se encaixam os mais novos.

Seja como for a tecnologia, a pressão económica e os factores de tensão social acabaram por moldar as nossas perspectivas do mundo laboral de forma bastante distinta. Se para uma geração o ideal é largar tudo se não se sentirem felizes, para a outra a primazia está na segurança.

A link seguinte que vos deixo, tem uma explicação sobre cada uma das classificações e sobre o impacto de cada uma na nossa sociedade. Espero que vos seja benéfico ou pelo menos que vos ajude a perceber a perspectiva de terceiros. Não queiras ir para “a ilha” quando a ilha é tudo o que nos rodeia. (Filosofia barata… 😉 )

Conflitos entre as gerações X, Y e Z.

Anúncios

Amor com bigodes

Num subtil ronronar prendemos os olhos nela. Faz-nos recordar o porquê de seremos tantos. Nos e eles. Tantos aqueles a quem damos amor diariamente.

O que começou por uma siamesa louca, transformou-se no amor incondicional por uma espécie. A Nina foi a última. É doce, endiabrada e surpreendentemente inteligente. Capta as nossas acções e muitas vezes é apanhada em momentos de tentativa de repetição do que nos viu fazer. É doce, observadora e ganha a família toda entre ronrons e curtos miados agudos. É a mais doce. Roça, brinca, conversa quando lhe convém. Beija muito os irmãos. Por vezes beija tanto que parece querer remover todo o pêlo numa lambidela.

É um doce, e angustia-me a quantidade de gatas, Ninas, abandonadas, doces como ela, nas ruas, nos gatís de abate, entregues à sua sorte. É um amor, esteve em fat durante quase um ano, ninguém a quis. É preta, tartaruga, é vulgar. O que as pessoas não sabem é que ela usa rocas, bolas e brinquedos de corda como uma criança de dois anos. Adormece ao nosso lado ou conversa como se discutisse a crise no médio oriente. A Nina e o Jorginho são hoje família.

Nina- gata preta

 

 

O Gata Preta fez ontem 5 anos. Obrigada ❤

PPC 2013

AQUI http://quadripolaridades2.blogspot.pt/Inscreve-te já no maior evento de troca de postais da blogosfera – PARTICIPA NO POLAR POST CROSSING 2013 – Um Evento QUADRIPOLARIDADES.

Em caso de dúvida consulte a Ursa.

Inscreve-te já no maior evento de troca de postais da blogosfera – PARTICIPA NO POLAR POST CROSSING 2013 – Um Evento QUADRIPOLARIDADES.

Em caso de dúvida consulte a Ursa ou continue a ler as FAQ’s (da Ursa Claro!!!)

Continue reading “PPC 2013”

Team building

Team building is a philosophy of job design in which employees are viewed as members of interdependent teams instead of as individual workers.[1] Team building refers to a wide range of activities, presented to businesses, schools, sports teams, religious or nonprofit organizations designed for improving team performance. Team building is pursued via a variety of practices, and can range from simple bonding exercises to complex simulations and multi-day team building retreats designed to develop a team (including group assessment and group-dynamic games), usually falling somewhere in between. It generally sits within the theory and practice of organizational development, but can also be applied to sports teams, school groups, and other contexts. Team building is not to be confused with “team recreation” that consists of activities for teams that are strictly recreational. Team building can also be seen in day-to-day operations of an organization and team dynamic can be improved through successful leadership. Team building is an important factor in any environment, its focus is to specialize in bringing out the best in a team to ensure self development, positive communication, leadership skills and the ability to work closely together as a team to problem solve.[2]

Work environments tend to focus on individuals and personal goals, with reward & recognition singling out the achievements of individual employees.[3] Team building can also refer to the process of selecting or creating a team from scratch.”

In Wikipedia

Gosto do conceito de team building… gosto porque desse conceito se criam colegas, grandes companheiros e muitas vezes amigos. O team building ajuda a que não sejamos obrigados a ir psicologicamente arrastados pelos cabelos para o trabalho. Ajuda-nos a viver dos dias bons e a sobreviver nos dias de m… menos positivos, porque quem disser que nunca teve um dia destes últimos, nunca trabalhou.

O team building é a par do clipping, o estrangeirismo que menos vezes oiço vindo da boca de empresários portugueses… em contrapartida continuamos a viver com os vendedores da banha da cobra do empreendedorismo, que nos fazem pensar que as ideias chegam para o sucesso. O que meus caros, não é verdade. O dinheiro não se multiplica em “chocadeira” e infelizmente no mundo empresarial só dinheiro pode gerar mais dinheiro… lamento.

Voltemos ao team building…

Usabilidade e sites “amigos” do utilizador

Os visitantes de um determinado site devem conseguir fazer uma visita minimamente agradável. Isso poderá decidir uma segunda visita, uma terceira, mais do que isso, ou então o total desinteresse pelo espaço.

É chato, mas é assim.

Uma breve consulta num qualquer motor de busca vai elucidar o caro leitor sobre o mínimo de requisitos para ter um site “User Friendly”.

O carregamento rápido, a acessibilidade, a navegação e o conteúdo, são alguns dos pontos principais que poderão decidir o sucesso ou fracasso do seu site.

Para aqueles que como eu pensavam que a usabilidade e a navegação eram quase a mesma coisa, desenganem-se meus amigos!

A usabilidade é aquela “coisa” que faz um tipo entrar no site e de chapa perceber o que se passa lá dentro, para onde vai isto, para que serve aquilo, e o faz sair de lá todo feliz porque conseguiu o que queria. Uma má usabilidade acontece por exemplo quando procuramos algo dentro do site que deveria estar logo à vista ou disposto de um modo intuitivo e fácil. O utilizador é preguiçoso e obriga-lo a pensar é sinónimo de dizer: “Ora amigo, adeus e um queijo!”. E acreditem que a cruz no canto superior direito do browser é dos ícones mais intuitivos que conheço.

Já a navegação, diz o Pinceladas que “o usuário (aka utilizador) deve estar a todo momento a não mais de 2 clicks de seu destino. Isso não é fácil de fazer, mas facilita e muito as visitas”.

Uma correcta hierarquia das ligações, um espaço de contactos, um mapa do site sempre acessível, podem fazer a diferença.

(To be continued…)

http://www.dailyblogtips.com/user-friendly-website/

http://www.pinceladasdaweb.com.br/blog/2008/01/03/caracteristicas-de-um-site-user-friendly/

http://hospedagemdesites.com.br/2010/algumas-caracteristicas-de-um-site-bem-construido/

http://www.kobal.com.br/index.php/10-caracteristicas-de-sites-que-vendem-melhor/

Estagiários da geração LOL

“Estágios levam corte de 20%. Quem ganhava 838 euros passa a receber 581”

As novas medidas “inspiradoras” do estado para com os estagiários, deixam-me pouco surpresa mas bastante indignada (apesar de achar que para mim que estou a acabar o meu estágio, vai ser, como diz o povo, igual ao litro).

É um luxo ser licenciado e receber pouco mais de 500€ e ainda falam no fantástico que é termos direito a subsídio de almoço. A parte boa é que nenhum destes meninos ou meninas vai ter frio, visto que quem trabalha para aquecer, é o esquentador. Deve ser uma política híbrida, entre o corte orçamental, o apoio aos estagiários/desempregados e poupança do ambiente.

Um luxo! Vejam aqui.

Cá para mim, os supermercados vão começar finalmente a ter um staff também de luxo! Já que uma operadora de pescado do pingo doce, por exemplo, ganha mais do que um licenciado a estagiar neste novo formato.

2 anos

O Gata Preta faz hoje 2 anos de existência no wordpress. Não será admiração visto que foi resultado de uma transferência do  fotosblogue para o wordpress.
Dois anos depois a blogosfera está muito mais calma e ao que parece os blogues começam a passar de moda. Ficaram os resistentes, aqueles que insistem e que têm algo para dizer (nem que seja sobre sapatos e batom).

Quanto a mim, novos rumos levam o meu tempo. Novos espaços, propostas e trabalho. Ainda assim, poucos para todo o que me sobra para pensar em temas non-sense. Perdi um pouco a mão para escrever sobre o disparate. Até porque o disparate também é um estado de espírito.

Insisto em ficar-me por aqui. Com menos motivação, menos energia que antes. Talvez por homenagem àquela que foi a minha companheira durante alguns anos – mas também por muita, muita, muita teimosia. Um dia acabará por ser quebrada. Como sempre.

Voto-me hoje a alguns novos passatempos. Novas maneiras de descomprimir. Ando de candeias as avessas com os livros e com os grandes textos. Não me dão a paz de espírito de outrora. Talvez a encontre quando sair deste limbo em que me encontro de momento.

Podem entretanto encontrar-me por aqui http://verainacio.tumblr.com ou em http://www.putadaloucura.com/

A espera de melhores dias para oferecer ao Gata Preta.

 

By the Way :: Feliz Dia dos Namorados ::