Criatividade :: How it works

Anúncios

circulem, circular é viver

Acordei e já não estava presente a lembrança. Fica o vazio. Nesta altura, penso sempre que tenho de mudar. Mudar algo por necessidade de o fazer de forma diferente. Mudar de vida. Mudar de hábitos. Mudar de atitude. Não faria muito sentido, mas mudar de casa é o começo para organizar algumas ideias, embora na minha pessoa, mudar de casa seja quase tão comum como ir de férias… quer dizer, não fui de férias 10 vezes no espaço de 6 anos.

Poucas vezes cheguei a sentir-me mal, para poder utilizar o ditado do “quem está mal, muda-se”. No entanto, o facto de não me enraizar facilmente num sítio, ajuda a que a mudança seja uma constante. Opções, hobbys, gostos, até os blogues sofrem com este meu vício!

Um dia destes paro quieta num canto. Um dia destes, sozinha ou com a ajuda de alguém, ocupo o espaço e abafo este vício de mudança até o matar… ou não.

Como dizia no outro dia um senhor vestido de azul, a porta de um bar cá do sítio, onde o pessoal faz algum “granel” : “circulem, circular é viver.”

Pergunto-me se esta fantástica citação teria o mesmo efeito numa rotunda!? Isto sou eu! Deixem lá.

E a rua cravadinha de osgas…

Só porque sim…

Só porque sim. Há uns dias lembrei-me de cozinhar uma coisa XPTO. Só para provar a mim mesma que ainda tinha paciência para cozinhar algo que não seja pizza ou salada russa. Vai que não vai e saiu esta maravilha.

Como diria, modestamente, o senhor do programa “na roça com os tachos”: “Bonito!!!”

verainacio.wordpress.com

Legenda: 

Bifinhos com alho, salada com ananás frito e queijo, arroz integral e de sobremesa, Tapioca daquelas coisas que nascem nos coqueiros -côco.

Vamos lá ver se o lombo corre tão bem hoje. O que eu arranjo para não estudar.