Publicado em As Causas, OUTROS

10 de outubro.

No meio da multidão, era aí que eu estava enquanto tentava deixar passar as palavras… Levavam-me a sítios onde não queria estar, a situações que não queria conhecer, a marcas numa história que nunca planeei… afinal, a verdade é que nem sempre a vida fala na primeira pessoa. Às vezes nem fala e monstros todos temos “cá dentro”.

Durante os minutos em que a música tocou, senti em flash os episódios a passar. O sentimento na boca do estômago. Sítios de onde parti e a onde nunca mais voltei. Pessoas que um dia que não aguentaram mais.

Senti o destapar daquela caixa que fica guardada todos os dias no mais profundo das memórias. Aquela que só existe porque para o bem ou para o mal, contribuiu para a construção da pessoa que sou hoje. Uma caixa cheia de Adeus, de suporte, de escuridão e de uma fresta de luz.

Não gosto de falar “disto”. Não gosto que me façam falar sobre isto… mas é aquela altura do ano, o sol começa a desaparecer mais cedo, começamos a sentir o peso do encurtar dos dias. A diminuição da luz e o frio ajudam ao aumento de quadros depressivos.

Por favor, falem. Não se deixem ficar em silêncio, porque o silêncio mata.

Existe suporte, existem pessoas que se preocupam, existem doentes que precisam de ajuda e famílias que passe o tempo que passar, continuam a mover-se sobre o fantásma da doença mental.

No próximo dia 10 de Outubro comemora-se mais um dia Mundial da Saúde Mental.

A consultar:

Caminhada pela Saúde Mental – LX (Inscrições)

Ciclo de Cinema – ASMAL

CHBA promove Semana da Saúde Mental

Anúncios
Publicado em As Causas, Opinião, OUTROS, Quase científico, Texto

O que é “o” Algoritmo?

Adam do facebook explica como funciona uma parte significativa da nossa navegação na rede social.

Algoritmo é uma formula, um código usado para fazer aquilo que se faria por exemplo numa triagem da informação. Por isso é que é tão dificil para os gestores de redes sociais acompanhar esta realidade (tendo em conta que diferentes redes, com diferentes algoritmos estão cada vez mais a condicionar o acesso de páginas aos consumidores, confiando que mais cedo ou mais tarde todos iremos ceder e pagar para anunciar o nosso serviço.)

A seguir, e a seu tempo falaremos do nonio e das cookies… Porque é que nada é apenas benefício, tal como se apreaenta neste momento?

Be smart antes da bolha fechar.

Publicado em As Causas, Música, Opinião

Dia 46/365 The Theory of Everything [ Em franca e humilde homenagem a Stephen Hawking]

Stephen Hawking, 8 de janeiro de 1942, Oxford, Reino Unido, 14 de março de 2018, Cambridge, Reino Unido

Recomendo “A Teoria de Tudo“, um dos meus filmes favoritos, uma das bandas sonoras mais marcantes de sempre e a digestão de uma história que não está ao alcance da compreensão de todos nós, mas que alguém resolveu processar, de forma simpática, e mostrar em filme.

Caso se sintam insultados, podem tentar ler alguma das suas teorias. Good luck.

 

Stephen Hawking has dazzled readers worldwide with a string of bestsellers exploring the mysteries of the universe. Now, for the first time, perhaps the most brilliant cosmologist of our age turns his gaze inward for a revealing look at his own life and intellectual evolution.

My Brief History recounts Stephen Hawking’s improbable journey, from his postwar London boyhood to his years of international acclaim and celebrity. Lavishly illustrated with rarely seen photographs, this concise, witty, and candid account introduces readers to a Hawking rarely glimpsed in previous books: the inquisitive schoolboy whose classmates nicknamed him Einstein; the jokester who once placed a bet with a colleague over the existence of a particular black hole; and the young husband and father struggling to gain a foothold in the world of physics and cosmology.

Writing with characteristic humility and humor, Hawking opens up about the challenges that confronted him following his diagnosis of ALS at age twenty-one. Tracing his development as a thinker, he explains how the prospect of an early death urged him onward through numerous intellectual breakthroughs, and talks about the genesis of his masterpiece A Brief History of Time—one of the iconic books of the twentieth century.”

ISBN-13: 978-0345535283
ISBN-10: 0345535286
Publicado em As Causas, Idade dos Porquês, OUTROS

Dar

Dar

Todos os dias damos algo. Bom, não tão bom, mas damos.

Ela entrou na tua vida e optou por dar-te algo. Um sorriso. Amizade. Atenção. Qualquer coisa que implica partilhar o seu tempo.

Ele entrou na tua vida e sem perceber foi-te cativando. Um sorriso. Um gesto. Amizade.  Qualquer coisa que implica partilhar mais do que aquilo que os olhos conseguem ver.

Dar. Ninguém é obrigado a dar e ninguém é obrigado a receber. Sem problema. Dar é só isso mesmo, um acto intencional ou não de generosidade com ou sem expectativas.

Todos os dias nos cruzamos com pessoas a quem damos ou optamos por não dar. Se alguém te der o seu tempo, a sua palavra, a sua atenção, devolve.

No fim, somos apenas isso… Dar.

Um bom Domingo para todos 🙂

Publicado em As Causas, Documentário/Filme, Texto

VERGONHA MUNDIAL! SOMOS UMA VERGONHA! TODOS!

O que é isto?

A Síria é terra de ninguém? Ninguém olha para os inocentes, ninguém faz nada? E nós que enviamos exércitos para ajudar os americanos e causas que valha-nos qualquer entidade, nem têm qualquer relação com a nossa cultura… vemos hoje, gente, GENTE a morrer e ninguém faz nada! Acorda PORTUGAL! ACORDA EUROPA! ACORDA MUNDO! SOMOS UMA VERGONHA! Não querem acolher refugiados, deixem-nos morrer? VERGONHA!!!

Todos os dias… todos os dias imagens de crianças mortas, mães a chorar, pais desorientados, pó, edifícios, hospitais, fome, miséria!

Não interessa de quem é a culpa!

CHEGA

Bombardear uma Maternidade?

Notícias gerais…

Imagens – Estão à distância de um clique! Esta VERGONHA MUNDIAL!

Publicado em As Causas, Música, OUTROS

O SOBRALINHO GANHOU!?

“Somaram os pontos de todas as edições anteriores?” – Questiona Ricardo Carvalho…

Eu acho que é a primeira vez que sigo uma final da eurovisão… não sei se ei-de rir ou chorar mas passei a semanas a ouvir isto ainda antes de saber que ia à eurovisão.

Como é possível! GANHAMOS A EUROVISÃO, a seguir a ter ganho o europeu!

MANOS SOBRAL! OBRIGADA!!!

Publicado em As Causas, Opinião, OUTROS

Jogo da Baleia (Rosa)

Olá e boa tarde meus amigos.

Quando me deparei sobre os detalhes sobre o jogo de 50 tarefas de automotilação que termina com o suicídio, já a primeira vítima da Baleia Azul tinha surgido em Albufeira. Sim, aqui mesmo, ao lado de casa.

Felizmente, uma agencia de marketing deciciu num laiovo de inspiração e brilhantismo, criar o jogo da #baleia-do-bem a Baleia Rosa.

Gira, não sou? Clica sobre mim e descobre as tarefas que podes fazer para aderir ao jogo da Baleia Rosa. Começa já! Sê feliz!

A baleia rosa é a soldado que luta no sentido inverso do trabalho feito pela Baleia Azul.  Está cheia de ideias e tarefas positivas que ajudam a trabalhar a auto-estima e o bem estar de quem joga e dos envolvidos no jogo.

No facebook ou na aplicação móvel podemos seguir as várias tarefas e ir postando ou guardando para nós.

Por isso eis a minha primeira tarefa – Escrever no braço de outra pessoa o quanto gosto dela.

 

ps. Sobre a outra, façam um favor, não adicionem pessoas que não conhecem, não respondam no watts a numeros compridos e estranhos, não adiram a grupos esquesitos no face… vamos parar com esta brincadeira de mau gosto.

Visitem antes a Baleia Rosa

Be happy!