Publicado em A Gata Preta, Opinião, OUTROS

Inteligência emocional

As pessoas emocionalmente inteligentes escolhem:

– Trabalhar de forma consciente a paz interior (e isso da trabalho e exige disciplina);

– O afastamento de drama desnecessário;

– Admitir que também são seres humanos, com a capacidade de cometer erros e admitir quando os cometem;

– Sabem ouvir o seu corpo quando este lança os devidos alertas;

– Evitar a drenagem da sua energia;

– São naturalmente “problem solvers” – pragmáticos mas com sensibilidade para perceber as capacidades limitações de cada situação;

– Escolhem ser, sentir e viver, porque sabem que o tempo é um recurso finito, sabem que momentos são futuras recordações, estão conscientes de que a vida é um empréstimo.

São pessoas em mutação e crescimento constante.

Inteligência emocional é dos recursos mais dificeis de gerir, porque apesar da consciência de que as emoções não passam de reações químicas, a verdade é que em determinada altura já todos nos perdemos o controlo.

Lembrem-se, é uma construção, um caminho. 😉

Be happy

Anúncios

Autor:

Eu sou a Vera e tive uma grande amiga que entretanto foi para o céu dos gatos... A ela seguiu-se a Siamesa... agora tenho um casal de pretos e uma tricolor louca que devora decorações de natal e fitas. Como sou criativa, a minha pegada digital começou em finais dos anos 90, ainda o upload de material era um terror e o "Terravista" um Sucesso. Gosto de novas tecnologias em particular de redes sociais. Sou caótica, desconheço o conceito de timming. Não como caracóis, carne e/ou favas. Não faço despedidas.

2 opiniões sobre “Inteligência emocional

  1. Conhecermo-nos a nós próprios, percebermos quem somos e o que levamos cá dentro é uma viagem ao comando de um navio. Com a experiência, acabamos por conhecer em que portos de abrigo atracar e quais os que devemos evitar. Percebemos que a vida é feita de um navegar por vezes rápido, outras lento em que por (tantas) vezes nos sentimos perdidos sem saber se o caminho é persistir ou mudar de rumo. Mas seguimos ao comando, fortes e decididos. Reaprendemos a parar e a olhar para estrelas. A seguir lua. A olhar para dentro. A inspirar o ar salgado e a deixar que nos marque a pele. E assim vivemos. E crescemos. Juntos. E percebemos (como eu percebi agora) que estamos juntos mesmo que afastados por quilómetros de terra ou mar. No man is an island so they say. Eu já digo que somos todos ilhas e juntos formamos um arquipélago do mais espectacular que pode haver. Só quem vê lá de cima é que percebe a grandeza do que sonhamos (e somos) ❤

    Gostar

Sinta-se em casa e comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s