Gato como eu

Gato como tu, como eu. E eu gosto de gatos, porque são como nós.

Os gatos não se prendem, dão-se. Um gato escolhe quem quer para “dono”, para companheiro, e para o servir. Sim, porque somos nós quem os serve. Aos gatos.

Os gatos são como os amores: conquistam-se com um olhar, cativam-se com jantares cuidados, seduzem-se com truques e manhas, mas não cedem os pontos. Nem quando adormecem na nossa cama, podemos garantir o seu amor… sabemos com os ronrons, com a companhia, com os pequenos actos de amizade. Sabemos quando saiem de manhã de casa e voltam ao final da tarde, com altos miados e balançar de rabo.

Os gatos são como as pessoas. As pessoas esquecem-se que são como os gatos.

Anúncios