O natal chateia-me…

Têm tanto de eufórico como de irritante… Fico desconfortável com esta merda do natal. Gosto de oferecer prendas. Bem, não é bem gosto, adoro… a questão é oferecer em magote tudo no mesmo dia e ficar com o ordenado reduzido a fanicos.

Depois há sempre a questão de não oferecer nada estupidamente barato para que as pessoas não sintam que afinal de contas “não mereço mais do que isto?” ou “andas um bocado agarrada”…

Se oferecemos algo mais caro do que “devíamos”, arriscamo-nos a que a outra pessoa sinta que afinal investiu pouco ou que não merecia ou pior, se não poder corresponder com algo do mesmo valor torna-se aborrecido.

Mas pior do que isto é oferecer algo realmente inútil e que não diz nada sobre a pessoa ou que não foi minimamente pensado. Ora bolas, oferecer um termómetro do carro  a uma miúda de 14 anos é algo idiota e ofensivo – e eu recebi um! Quem não pode ou não sabe, não gasta dinheiro. As vezes mais vale isso e um sorriso do que criar uma situação constrangedora.

Perfumes – nunca ofereça perfumes se não conhecer a pessoa suficientemente bem ou se não tiver uma referência. Tipo: sei que o meu irmão gosta dos CH, o meu namorado de uma linha específica da boticário, mas desconheço os gostos do meu pai… é bem provável que nunca lhe ofereça um perfume.

Padrão para eles: canetas com alguma classe, botões de punho, gravatas, carteiras, gadgets…

Para elas: dependendo da menina/senhora os kit’s de beleza maquilhagem resultam muito bem, vales de compras na sua loja favorita, ou então limite-se a ficar atento ás mensagens subliminares… não é muito difícil. ^^

Para um casal: pacotes de experiências, alojamento, jantar… são coisas muito giras, não muito dispendiosas e agradáveis…

No meu caso, apetecia-me mesmo receber um(a) gato(a), mas ainda não estou preparada e este vai ser o primeiro natal em alguns anos sem a minha menina.

Seja como for, um feliz natal a todos e espero que acertem nas vossas “apostas”.

Anúncios

2 thoughts on “O natal chateia-me…

Os comentários estão fechados.