Noites

Detesto adormecer sozinha.
Ocupa-se-me o espírito de pensamentos idiotas e fantasmas que tendem a desvirtuar o poder recuperador das longas ou curtas horas de sono. Ocupa-se-me a cabeça, percebem? Não era suposto, porem, acontece.
Vivo nesta constante ansiedade de conseguir acalmar o espírito para uma boa noite de sono.
A tua voz e a tua presença ajudam. Mentira, não ajudam, fazem o que mais nada até hoje conseguiu fazer. Desde miúda, sempre tive problemas em adormecer. Perdi a conta a quantidade de drogas, receitas, exercícios e soluções. Sempre pensei demasiado. Ansiedade, a maldita da ansiedade.

“Problemas em dormir? Tu? Aterras em qualquer lado”, dizes tu meio a sorrir.
Pois aterro. Quando estás por perto.
A luz apaga-se, acalma-se-me o espírito e boa noite.

 

 

Este será possivelmente o melhor e mais profundo misto de elogio e declaração de amor que poderei tecer em relação a alguém.

Anúncios

2 thoughts on “Noites

    1. E não é lindo?
      Podia dar-me fome! Sede! Insónias (já passou essa fase)…
      Vá, sério, sério… é mais Paz do que sono … (e nada de fazer piadas com a expressão “paz”)…

      Gostar

Os comentários estão fechados.