Sem ciência (para ele e para ela) 1

Vinha a menina a ouvir a antena 3 e ficou-me uma história na cabeça. A um senhor que vivia uma época conturbada no seu relacionamento e que previa o final do mesmo, isto ia ele em Janeiro, foi perguntado o que ia oferecer á mulher no dia dos namorados. Ao que o dito responde que não ia oferecer nada. Raio dos homens, nunca aprendem. Foi então que o desafiaram para enumerar 40 possibilidades. Lá a muito custo enumerou as tais possibilidades… e vai daí, nada. O tipo ficou a pensar naquilo. No dia dos namorados, romântico como só ele, leva a mulher ao ikea. Sim… (E é nesta altura que eu vou a conduzir e largo uma gargalhada monumental… para me calar logo a serguir…) Dizia eu, leva a sua senhora ao ikea para escolher uma arvore, pega em ambas e vai plantar a arvorezita no sítio onde tinham trocado o primeiro beijo.

Meus senhores… não é o dinheiro! São estas coisas de fazer uma gaja ficar quente e fria por dentro e com as borboletas a dar a dar na barriga! Pura e simplesmente lindo.

A antítese disto será a roupa interior, e leia-se: cueca padrão, boxer com o buraquinho ou muitos buraquinhos, meia com buraquinho, meia branca, meia da raquete… em suma o descuido.

Pecado das meninas: dormir com a t-shirt, os calções debotados (e eu peco nesta como se não houvesse amanha – tenho de fazer uma queimada), dormir com maquilhagem e acordar de manhã como a tipa do filme “the ring” pronta para a sequela.

Anúncios

2 thoughts on “Sem ciência (para ele e para ela) 1

Os comentários estão fechados.