Não quero ter uma história para contar. Quero ser a história!

Anúncios

2 thoughts on “

    1. Gostava de pensar que sim, apesar de todas as contrariedades que isso implica… Até porque contrariedades não me assustam, até dão um certo florido ao cenário.
      Vou continuar a “acreditar em finais felizes”… afinal de contas, continuo a ser eu… a maçã no topo da árvore e isso significa alguma coisa…
      😉

      Gostar

Os comentários estão fechados.