Verdes memórias verdes

Tenho memórias da minha infância sim senhor. Durante muitos anos pensei que não passavam de sonhos, ideias, pensamentos soltos, mas há pouco tempo comecei a confrontar os meus pais com episódios concretos e reparei o gelo nos seus rostos. Afinal parece que não foram sonhos. Não imaginei.

Uma das minhas primeiras memórias, insólito, é com um mobil que tinha na minha caminha em muito tenra idade. Abelhas. Abelhas penduradas numa casinha amarelada de telhado vermelho. Minto, vespas ou “abespras” como diz o meu avô.

Lembro-me das mãos. Não me lembro do rosto mas pelo sentimento de calma penso que seria a minha mãe. A última altura em que dormi naquele berço, tinha a volta de 4 anos.

Isto tudo apenas para concluir que é idiota quem pensa que as crianças não percebem e não gravam nas suas tenras memórias as mais estranhas e improváveis recordações.

Anúncios

2 thoughts on “Verdes memórias verdes

Os comentários estão fechados.