Foi um prazer conhecer-te…

Todos nós temos os nossos limites. Os nossos pequenos pecados capitais que dentro do que podemos ou não tolerar, lá no fundo decide se “sim” ou “não”. O esforço de conhecer alguém justifica-se pelo menos até descobrir que:

1- é incapaz de conviver com animais, não gosta de quatro patas ou deseja o extermínio destas criaturas;

2-É racista (e não estou a falar de uma piadinha solta);

3- Desprovido de objectivos ou poder de decisão…

Podemos ser tolerantes até certo ponto. Exemplo: Admite-se a convivência com um sportinguista, não é admissível a “unha”…

Estou a terminar o “diz-me a verdade sobre o amor” e acho que tinha criado demasiadas expectativas. Acontece.

Anúncios