Querem ter noção da diarreia mental que para aqui vai?

Olhei agora para a mesa de pintura para constatar que tenho 3 fitas em estado de espera e que uma delas ainda nem tem o esboço feito e hoje já é o meu último dia de folga.

Ando tão desorganizada e enterrada em papeis que quase me sinto tentada em apelar a amiga que ilumina sobre as azinheiras. A propósito… Agora nem me falem de Papa… Este fanatismo, este rifdiculo de um estado supostamente laico, anda a deixar-me com os nervos em franja e com o humor sarcastico na ponta da língua… Será que era mesmo necessário? Será que as medalhas dos papas me vão dar entrada vip no céu? Será que os budistas que trabalham na função pública também tem direito a folga? E são obrigados a ir ver o papa? O Papa passa justificação de faltas?

Um blog… um facebook… um twitter… esses disparates todos e uma Gala… uma gala era uma boa opção para divulgar determinada instituição onde fui entrevistada. Estou a pensar numa entrega de prémios e no convite de algumas figuras mais ou menos conhecidas, que possivelmente trabalhariam a pró-bono… (depois do meu desempenho na entrevista, possivelmente não passa de uma ideia, seja como for, guardar em nota de rodapé).

Isto tudo porque tenho trabalho atrasado e detesto. Ando com o sono desregulado, a minha dieta anda p’las ruas da amargura, suspeito que o Misha esteja doente (de novo, algo tipo hipertensão ou diabetes) e o domingo está a chegar e é o pior dia da semana para trabalhar… e eu sei bem qual é o meu mal, mas deixa-me cá estar calada.

Anúncios