Publicado em OUTROS

Entrevistas e mais entrevistas

Sou só eu que não tenho lá grande relação com entrevistas de emprego? Ir a uma entrevista de emprego está para a minha pessoa como uma ida ao dentista. Nunca me sinto a vontade, mesmo quando tenho a lição toda estudada. É frustrante. Nunca consigo mostrar o que sou, ou que fiz ou deixei de fazer. Acabo sempre por pensar que não disse o que devia ter dito e que dei uma imagem totalmente antagónica daquilo que sou, ou de idiota, ou de timidazinha, ou que não utilizei as palavras certas. No dia antes mal consigo dormir, acordo mal… honestamente, parece que a segurança desce plo ralo. Oh por favor! Será que se me auto-flagelar o assunto resolve-se? É que é ridículo!

Contem-me os vossos segredos porque eu preciso urgentemente de conseguir controlar estas mil e uma ideias que me correm pla cabeça e me bloqueam na hora da verdade, provocando um “ahhh”, “simm”, “não” e um discurso monocordico e incoerente! Por favor, nem eu contratava um comunicador engasgado! Ando a sabotar-me a mim mesma! É ridículo!

AH… bagaço, calmantes, tabaco, ganzas, e similares estão fora de questão, e não funcionam (nem são hipótese) como incremento da segurança ou auto-estima da minha pessoa.

Vou dormir, que dormi mal… upa, upa… até dizer chega…

Anúncios

Autor:

Eu sou a Vera e tive uma grande amiga que entretanto foi para o céu dos gatos... A ela seguiu-se a Siamesa... agora tenho um casal de pretos e uma tricolor louca que devora decorações de natal e fitas. Como sou criativa, a minha pegada digital começou em finais dos anos 90, ainda o upload de material era um terror e o "Terravista" um Sucesso. Gosto de novas tecnologias em particular de redes sociais. Sou caótica, desconheço o conceito de timming. Não como caracóis, carne e/ou favas. Não faço despedidas.