2010, ano sem cromos

Sabias que sou anti: Cromos repetidos, cromos cobardes, cromos que pensam que toda a gente os detesta e/ou inveja, cromos com um ego insaciável, cromos “eu-sou-tão-lindo”, cromos “eu é que sei”, cromos atrasados, cromo “queres-ficar-em-casa-a-cuidar-de-mim-e-a-mudar-fraldas” e cromos extremamente desorganizados!?

Acima de tudo, sou contra cromos que se recusam a admitir que erraram, mas que continuam a pairar na minha vida como o fumo provocado por um cozinhado estorricado.

Xô! Vá de retro!!! Quero um ano sem cromos!

Anúncios

9 thoughts on “2010, ano sem cromos

  1. Temos que trocar uns cromos ou, melhor ainda, vamos colocá-los (aos cromos) à venda no E-bay por 0,1€. (acho que daria muito nas vistas pagar para os levarem…)

    Cromos…sai bicho….sai….

    Gostar

  2. Olá Amiguinha (posso não posso?)!! Estou surpreendido sabes. É que já sou frequentador deste blogue há vários meses, sem nunca ter comentado. Mas agora me apercebi quem era a Vi/Gata Preta.

    Gosto bastante do blogue, e inclusivé foi através do teu post “Abrantes”, que me impulcionou a minha visita á cidade, com a banda sonora do Júlio Pereira.

    Quanto aos cromos aconselho-te a fazeres como eu, coloca-os no WC, mesmo no sitio onde colocas WCPato (Já agora “pato” na giria do ciclismo, é aquele individuo que tem a mania que é o Lance Amstrong).

    Vais ver que desaparecem num instantinho!!!

    Gostar

    1. 🙂 Ainda bem que gostas… Pois, a Vi e a Gata Preta são algumas variantes da Vera… no que diz respeito a Abrantes, tenho uma paixão incondicional por aquela cidade…foram 6 anos. É muito tempo. Espero que tenhas gostado e visitado o castelo. A vista é perfeita no início do outono e na primavera… 🙂
      Bjoca**

      Gostar

    1. Foram muitos anos, muitas recordações… conheço aquela cidade melhor do que a minha própria de origem… nos últimos meses vivi ao lado da Torre… deves ter reparado na Torre…ehehe… Nem imaginas… A vista era de cortar a respiração… mas tenho de medeixar de saudosismo que a vida continua.
      Beijoca e obrigada pelas visitas 🙂

      Gostar

      1. Eu adorei as vistas da torre. Foi uma cidade que me deslumbrou bastante. Começo a conhecer o sul, principalmente o Alentejo e estou a ficar encantado!
        E porquê deixar de saudosismos? Recordar é viver… E ainda para mais o que sentes quando te lembras da cidade!

        Gostar

Os comentários estão fechados.