Para os meus botões…

Hmm… okay, já está, posso respirar. Em três meses, finalmente posso respirar. Posso ir a casa. O gato já deve estar grande. Não me vai reconhecer, de certeza, mas vou poder vê-los. Vou poder adormecer a olhar para aqueles bigodes. Hmm… vou ler aqueles livros que era para ter lido há séculos. Fui hoje á biblioteca. Não ia lá há tanto tempo que, vergonha minha,  o cartão já foi alterado… bolas, esqueci-me de devolver o transformador …. Bolas, bolas, bolas… outra vez… estou a precisar de dormir… seriamente… acordei cedíssimo. Chorei de desespero. Como é que eu ia fazer aquilo… no início das frases, antecedendo cada palavra, já sabia o que vinha a seguir, mas…e agora passar para o papel a formula mágica? Lê…lê…lê..escreve…escreve…escreve… Chega, não podes ficar aqui… já chega… já perdeu a piada, é altura de deixar a paragem e seguir caminho.

Ai. Tão cansada, tão cansada, tão cansada… estou a desfalecer. Não quem venceria numa luta mano-a-mano: 4 Cafés+3coca-colas v.s. Sono descomunal +noite mal passada de 3h.

Estou com a cabeça a mil, sinto a cabeça a mil… está um circo. A minha cabeça comparada com o negócio do Cardinalli, faria dele um menino em comparação a toda esta electricidade que ronda por aqui.

Mas hoje posso cantar, pular, descarregar o stress… a bem ou a mal, já passou (espero eu).

(hmm…será que Cardinalli está bem escrito? Bem, não interessa…) Não sei se cante ou adormeça. Estou com o “chasing cars” em tom mudo a passar em loop.

Saudades…

Anúncios

2 thoughts on “Para os meus botões…

Os comentários estão fechados.