Earth Water

Arrancou esta semana em Portugal um projecto pioneiro de solidariedade. A água embalada Earth Water é o único produto no mundo com o selo do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), revertendo os seus lucros a favor do programa de ajuda de água daquela instituição. A nível nacional, a Earth Water é um projecto que conta com a colaboração da Tetra Pak, do Continente, da Central Cervejas e Bebidas, da MSTF Partners, do Grupo GCI e da Fundação Luís Figo.

Com o preço de venda ao público (PVP) de 59 cêntimos, a embalagem de Earth Water diz no rótulo que «oferece 100% dos seus lucros mundiais ao programa de ajuda de água da ACNUR», apresentando, mais abaixo, o slogan «A água que vale água». Actualmente morrem 6 mil pessoas no mundo por dia por falta de água potável. Com 4 cêntimos, o ACNUR consegue fornecer água a um refugiado por um dia. http://earth-water.org/ “Todos os dias morrem seis mil pessoas devido à falta de água potável e destas 80% são crianças. A cada 15 segundos morre uma criança devido a uma doença relacionada com a água. Com a criação da Earth Water pretende fazer-se a diferença e melhorar estas estatísticas assustadoras. Ao desenvolver o conceito “You Never Drink Alone” pretende-se criar solução para a falta de água mundial. AJUDE! DIVULGUE!

Earth

 

Enviado por Fernanda Mendes

Anúncios

2 thoughts on “Earth Water

  1. Senhora: Em nome da veracidade com q costumo tratar as coisas ´de veras sérias entendo q os direitos violados de qem quer q seja não devem depender de caridadezinhas mas sim atendidas com o,rigor q exigem; Pergunto:E os violadores? Ou será q o crime compoensa? Então q é feito do DIREITO num estado de direito? E# a JUSTIÇA,onde para? Dito isto permita me Senhora q diga: esta não é a VERA forma de dar resposta a questões tais e quejandas.
    Com todo o m/ maior respeito.Heitor da silva

    Gostar

    1. Caro Heitor da Silva, percebo a sua perspectiva (pelo menos dentro do que me é possível). Sem qualquer tipo de agressividade, espero conseguir expressar-me de modo claro e sem estar a fazer qualquer ataque, o texto não é meu… não lavando daqui as minhas mãos, claro está.
      Honestamente o que chama de caridadezinhas, é para mim uma manobra de marketing muito bem pensada, e gostei da ideia nessa mesma perspectiva, até porque os valores da dita doação nem são tão encantadores ou surpreendentes quanto isso. Quem quer ser caridoso ou ajudar, fá-lo sem propagandas e sem condicionantes.
      Mas acho que por aí, até estamos de acordo. De qualquer modo, num país em que ninguém se importa com estas questões, não será este um modo de aguçar a curiosidade de muito boa gente? Eu também sei que o Benfica joga na luz e gosto muito deles, mas não vou lá porque estou mais preocupada em conseguir ter dinheiro para pagar a minha educação. Não sei se consegui fazer a analogia.
      De qualquer modo, esta discussão dava pano pra mangas, casacas e fatos inteiros…
      Mas fico agradecida pelo comentário, Continuação de um excelente dia e volte sempre.
      Vera Inácio

      Gostar

Os comentários estão fechados.