Amor em minúsculas

“Amor em minúsculas” é um conceito que não me era de todo desconhecido e que reforcei com a leitura do livro (que a propósito, não achei genial, é o problema de por a fasquia alta).

O “amor em minúsculas” é uma espécie de Karma, mas com resultados a pronto pagamento. De qualquer modo nenhum de nós se interessa em pagar pelos pecados ou maravilhas “Karmicas” dos nossos antepassados, digo eu!

Pois é, confunde-se com a teoria da borboleta ou com a filosofia do segredo (sobre o qual só li 4 paginas e suspeito que não preciso de ler muito mais para perceber o funcionamento da coisa).

A base consiste nos pequenos gestos do dia-a-dia, que podem levar a grandes e muitas vezes irreversíveis mudanças. Por isso, se um dia entrar um gatito na vossa casa, não corram com ele nem o atirem pela janela (como conheço algumas pessoas que o fizeram)… quem sabe não será ele a vossa próxima mascote da sorte?!

 

PS. Outro assunto totalmente diferente: Ana Free, vai estar no Cine-teatro S.Pedro no dia 16 de Outubro, pelas 21h00 (informação retirada do boletim de actividades da  C.M. Abrantes ).

Anúncios