Onde?

Não estou em mim. Não estou.

E onde estás tu?

Todos os dias acordo e faço aqueles esforço para voltar a respirar e não deixar cair uma lágrima por cada vez que vejo algo que me emociona, por cada vez que me recordo de algo, de alguém de alguma situação, das vezes que perdi a oportunidade de ser feliz, das incertezas da vontade que tenho de correr até perder as forças, até chegar aquele abraço… (respira)

Acordo e não te vejo, não te reconheço, mas estás lá! Todos os dias, na minha mente, nos meus gestos nos meus passos, na minha vontade de viver por algo mais, por aquilo que muitos não conseguem construir, por tudo isso e por nada disso! Porque demoras? Se fazes parte de mim, porque demoras? Onde estás tu? Onde está a outra parte dos meus sonhos?

As oportunidades não são eternas. E agora?

Não faz sentido pois não? Mas li isto hoje e na minha cabeça, encaixa perfeitamente neste post:

At the end of the day faith is a funny thing. It turns up when you don’t really expect it. It’s like one day you realize that the fairy tale may be slightly different than you dreamed. The castle, well, it may not be a castle. And it’s not so important happy ever after, just that its happy right now. See once in a while, once in a blue moon, people will surprise you , and once in a while people may even take your breath away.

A.G. quotes

Anúncios

4 thoughts on “Onde?

  1. vi…sabes acabei de chegar da praia…onde uma longa conversa com alguem que muito bem me conhece me vez reflectir …argumentar e contra-argumentar uma serie de situações…acontecimentos….sentimentos…ilusões e desilusões….sonhos e esperanças…que todos nós temos e vivemos…assumindo ou não…

    …o teu texto é…é!….não me apetecia pensar mais…e “obrigaste-me” a pensar…no que eu quero…onde quero estar daqui a 1 ano…5 anos…10 anos…como quero estar….como me quero sentir…

    …foi uma longa conversa sobre amizade e afectos…cumplicidade e partilha…e sabes é um conto de fadas…o que nos contaram um dia…que podiamos ter tudo…numa só pessoa…de uma só vez.

    é treta…

    e o problema é que ninguem é feliz sem ter tudo…solução?: – viver um dia de cada vez…e não confundir amizade com outra coisa…que outra coisa…quando existe entre 2 pessoas e é a sério…não deixa espaço para dúvidas ou ausências…é uma realidade que nos faz sentir tão vivos e bem connosco que não queremos perder…mesmo que não seja perfeito.

    então a vida vai passando e vamos somando histórias…umas de amizade…outras de outras cumplicidades…todos nós temos papeis diferentes nas vidas uns dos outros…e todos esses papeis são importantes…temos é de fazer um esforço para não confundirmos…o que somos…o que os outros são…e o que significamos uns para os outros.

    beijo…e não penses que falar é facil…sei do que falo…e acredita é bem dificil.

    xi. apertado

    Gostar

    • Menina, o texto não é sobre ninguém! Daí que não exista confusão. Quer dizer, é sobre alguém, sobre alguém que ainda não apareceu, pelo menos do modo de que estamos a falar.
      Sabes que sou de picos. Ou muito racional ou muito sonhadora, mas não me perco por tuta e meia. O que está em jogo é-me muito caro. A minha sanidade mental. A minha capacidade de continuar a olhar para o mundo com esperança no dia de amanhã. 🙂
      Don’t Worry 🙂

      Be fine and I’ll be fine 😛

      Gostar

  2. gostei da menina….agora a tua racionalidade céptica…

    ninguém se perde por tuta e meia…quando nos perdemos é porque para nós o que está em causa não vale apenas tuta e meia…pelo menos para nós…o que os outros pensam isso não interessa.

    e sanidade mental é como as marés…vai e vem…não é uma garantia absoluta 24h por dia.

    agora quanto à esperança no dia de amanhã…não sei mesmo o que te dizer…não estava à espera dessa tua frase…é muito forte…confundiste-me…ninguém tem de ser sorridente e positivo sempre, aliás é impossivel…a não ser que seja um excelente actor…mas realmente habituaste-me a olhar para ti de outra forma…sorridente e cheia de esperança…fiquei em silêncio a ler-te…

    bem…alguma coisa…tem um excelente fim de semana.

    obrigada pela partilha da última aula…a minha irmã ofereceu-me o livro o ano passado…

    beijo

    Gostar

    • Pronto, nesta casa passas a ser só menina 🙂
      Primeiro que tudo, obrigada pelo comentário.
      A Vera, não é 100% sorridente ou alegre ou esperançada no dia de amanhã, como de resto referiste, ninguém é assim! De qualquer modo, cada vez mais acredito que de nada me vale desabar por tudo e por nada. Falo por mim.
      Bolas, se leste o livro, é um excelente exemplo! Se pessoas em situações extremas conseguem aguentar-se! Que direito tenho eu!? E se um dia estiver no lugar deles?
      Bem, sem tristezas ou muitos pensamentos filosóficos, pensar demais as vezes faz mal.

      Menina, beijoca grande…
      Tenho de postar algumas coisas divertidas entretanto a ver se isto anima (quer dizer, já estão agendadas….)

      Ps. Já tinha agendado um post qd vi o teu comentário. A 2º parte da minha pequena homenagem. Cai a meia noite de 22/08 .

      Gostar

Os comentários estão fechados.