Publicado em humor ou quase

Supermercado

IG, elcasei-imunaequalquercoisa, bifidus activus, fibras, cálcio… Whoooaa!!! Calma! Neste momento comprar um iogurte ou um champô torna-se quase tão difícil como encontrar algumas empresas e ir fazer entrevistas a Lisboa (isto de alguém que vem da “aldeia” e mesmo assim consegue orientar-se).

Ora espera aí! Chama-se a mãe e ela resolve…depois de meia hora a olhar para iogurtes e a ouvir falar dos conselhos da nutricionista da mãe, consegui ficar ainda mais confusa. Ou é o iogurte tal que ajuda a “apertar” o botão, ou é o outro que tem baixo IG (índice açucares), ou o outro que tem fibras, ou aquele que tem pedaços, ou ainda mais outro que é liquido mas que tem bocados de bolacha, e ainda aqueles que são iogurtes mas sabem a pudim!!! Whoa! Calllllma!

E o drama não acaba aqui, porque dentro da mesma linha de champô, consegui ficar com 3 a 5 frascos na mão sem saber o que fazer com eles. Um é para cabelos compridos e brilhantes, outro para cabelo pintado, o terceiro para cabelo encaracolado, ainda mais um para cabelos com tendência para serem oleosos e com sorte ainda descubro que me dava jeito um champô para proteger o cabelo dos danos provocados pelo sol. E o que é que uma pessoa faz? Compra um e espera que seja esse? Compra-os todos? E se os compra todos, uso os 5 á vez no banho? Uso um por cada dia da semana? Ou misturo tudo em cocktail e rezo?

É confuso! Sou uma gaja nova, e os cuidados a manter com a beleza natural (ahahah) são um mal necessário!

Já não chega saber que vou ser uma velha chata, surda e rezingona, ainda me arrisco a ser careca, diabética e com obstipação porque não sei comprar iogurtes e champô!

E olhem para mim a evitar a história dos cremes de dia, noite, tarde… Drama, drama, drama….

Anúncios

Autor:

Eu sou a Vera e tive uma grande amiga que entretanto foi para o céu dos gatos... A ela seguiu-se a Siamesa... agora tenho um casal de pretos e uma tricolor louca que devora decorações de natal e fitas. Como sou criativa, a minha pegada digital começou em finais dos anos 90, ainda o upload de material era um terror e o "Terravista" um Sucesso. Gosto de novas tecnologias em particular de redes sociais. Sou caótica, desconheço o conceito de timming. Não como caracóis, carne e/ou favas. Não faço despedidas.