Telemoveis, telefones e chagas…

No seguimento deste  post já velhinho na casa… Aconteceu mais uma daquelas “giras” mas giras…

A meio da tarde enquanto estava na esplanada com os “escolhidos” do costume. Toca o telemóvel.

Xaga – Sim boa tarde

Eu- boa tarde

Xaga – tou a ligar-lhe por parte do banco “pardais-so-ninho-n~so-interessa-o-nome”e..

Eu- (interrompendo) Calma aí! Como é que vocês têm o meu número?

Xaga- hmm… pois, foi a entidade B(empresa de venda de roupa via correio/catálogos – tipo de coisa que detesto e abomino).

Eu – Ah pois, claro! Mas como é que eles têm o meu contacto?

Xaga – pois, deve ser cliente!

Eu – Não!

Xaga – Alguma vez encomendou algo para si ou para alguém da dita marca…

Eu- Não… Improvável e roçar no impossível.

Xaga – Pois, eles é que nos cedem as listas e somos obrigados a dizer de onde são retirados os números…bla bla bla

Eu –  Olhe meu senhor, eu sei que é o seu trabalho, mas está a pregar á freguesia errada e agradeço que não me voltem a incomodar com este tipo de assuntos.

Xaga – Bem, obrigada, um bom dia.

Eu – Bom dia e continuação de bom trabalho.

 

Se alguém acha isto normal, eu não acho! Ligaram para números particulares, muitas das vezes de números não identificados, depois de acederem a listas, que não sei como ou onde são construídas?! Mais um mistério por revelar?! Não Sei. Suspeito. Temo. E não atendo mais números anónimos. Lamento (ou não).

Uma coisa é certa: Eu não compro roupa por catálogo!

Anúncios

2 thoughts on “Telemoveis, telefones e chagas…

Os comentários estão fechados.