Falta de ideias ou excesso delas…

Hoje apetecia-me ter algo extremamente inteligente para dizer e partilhar convosco. Vai daí, pensei, pensei, pensei e voltei a torcer os neurónios para tentar espremer alguma coisa inteligente. Ainda comecei um texto sobre o “best of” e o “worst of” da televisão portuguesa generalista, mas após quatro tópicos concluí que era inútil, desnecessário e possivelmente não ia acrescentar nada de novos aos vossos dias.

Também podia comentar o debate de hoje sobre a sexualidade na adolescência, mas ainda há dois dias era eu que estava na cadeira dos “catalogados” sem manual de instruções e a despontar ataques de pânico nos meus progenitores (pelo menos num deles).

Seja como for, acabei de ver a gata a sair da chaminé! Suspeito. Acho que vou guardar as dissertações filosóficas para outra hora.

Uma boa noite***

Anúncios