Publicado em OUTROS

O VERDADEIRO AMOR NÃO SE MEDE…

Cuide bem do seu amor seja como for....
1

A moça da foto se chama Katie Kirkpatrick,

de 21 anos. Ao lado dela está o noivo,

Nick, de 23. A foto foi tirada pouco

antes da cerimónia de casamento dos dois,

realizada em 11 de Janeiro de 2005 nos

Estados Unidos. Katie tem câncer em

estado terminal e passa horas por dia

recebendo medicação. Na foto Nick aguarda

o término de mais uma destas sessões.

b Apesar de sentir muita dor, de vários

órgãos estarem apresentando falência e

ter que recorrer à morfina, Katie levou

adiante o casamento e fez questão de

cuidar do máximo de detalhes. O vestido

teve que ser ajustado várias vezes, pois

Katie perde peso todos os dias devido

ao cancro. c Um acessório inusitado na festa foi o tubo de oxigénio usado por

Katie. Ele acompanhou a noiva em toda a cerimónia e na festa

também. O outro casal da foto são os pais de Nick, emocionados

com o casamento do filho com a mulher que namorou desde a

adolescência. d Katie, sentada em uma cadeira de rodas e com o tubo de oxigénio,

ouve o marido e os amigos cantarem para ela. eNo meio da festa Katie tira um tempo para descansar. A dor a

impede de ficar de pé por muito tempo. 6 Katie morreu 5 dias após o casamento. Esta história corre pela

Internet e as fotos venceram um concurso americano de jornalismo.

Ver uma menina tão debilitada vestida de noiva e com um sorrisão

nos lábios faz a gente pensar se a vida é mesmo tão complicada…

Texto enviado por email. Desconheço o autor, mas achei bonito e

 devemos partilhar. 🙂
Anúncios

Autor:

Eu sou a Vera e tive uma grande amiga que entretanto foi para o céu dos gatos... A ela seguiu-se a Siamesa... agora tenho um casal de pretos e uma tricolor louca que devora decorações de natal e fitas. Como sou criativa, a minha pegada digital começou em finais dos anos 90, ainda o upload de material era um terror e o "Terravista" um Sucesso. Gosto de novas tecnologias em particular de redes sociais. Sou caótica, desconheço o conceito de timming. Não como caracóis, carne e/ou favas. Não faço despedidas.