LEGO & Fantastic Beasts

Sou uma pessoa de paixões e existem algumas coisas que me deixam tão entusiasmada que podia dar saltinhos e contar a todagente… Meio infantil… That’s me 🙂 Este vídeo mostra parte da equipa de “Fantastic Beasts” a abrir as embalagens surpresa de Figuras Lego… E só consigo imaginar a magia de poder descobrir que um … Continuar a ler LEGO & Fantastic Beasts

A parte que falta

…”psicanalistas choram!” – E por si só o vídeo já prometia, no entanto, e apesar de poder fazer um breve resumo do que se passa, acho que tanto o livro como esta opinião, merecem o devido respeito e atenção. É absoluto, profundo, visceral como uma facada no peito… quando nos apercebemos que uma pequena roda … Continuar a ler A parte que falta

A rapariga da mercearia

Foi entre o perfume das maçãs que a perfeição do seu sorriso, o ondular dos seus caracóis e a alegria nas suas palavras, o cativaram. Estava em viagem quando decidiu parar naquela aldeia com a intenção de comprar algo decente para o lanche. Estava cansado de comida embalada, bolachas e bebidas energéticas. Sentiu que o … Continuar a ler A rapariga da mercearia

Ser gentil

Ser gentil, feliz ou preocupar-me não é algo que faça para ficar bem aos teus olhos. Ser gentil, feliz ou preocupar-me é algo que faço para me sentir eu e relembrar-me que dar, nem sempre significa receber. E é ok. Ajuda-me a não me perder de mim (no fundo tem a sua parte de egoísmo). … Continuar a ler Ser gentil

divide

“Castle on the Hill“ “Eraser” “The A Team” “Don’t” / “New Man” “Lego House” “I’m a Mess” “Happier” “Galway Girl“ “How Would You Feel (Paean)“ “Human” “Photograph” “I See Fire” “Perfect” “Bloodstream” ‘Thinking Out Loud“ ‘Sing” “Shape of You“ “You Need Me, I Don’t Need You” “What Do I Know” Este é o alinhamento da … Continuar a ler divide

O caderno branco das ideias

blank book pages desk green

É fácil perder a fé no instinto e a vontade de criação quando as vozes do “Restelo” afirmam com segurança e determinação absoluta, a certeza sobre a incerteza. Que diria o poeta sobre os sonhos desta gente que há muito perdeu a alma para o facilitismo de se puder conformar. É fácil perder a fé. O que não é de todo fácil, é perceber que se a alma morre e o corpo fica, então grande alma não deveria habitar o corpo… Os criadores e artistas são pessoas inquietas, sentimentais, gente que no lugar de fogo, sente um profundo ácido corroer-lhes as entranhas, espíritos que se perdem em logos e inquietos pensamentos, conversas mentais que nunca existiram e lutas que sabem que nem a sua nem a próxima geração conseguirão vencer. É dessa mesma dor e asfixia, originadas pela paixão imensa de querer ser mais, que criam, replicam, esboçam, escrevem e amam.*

Continuar a ler “O caderno branco das ideias”